Olá , seja bem-vindo.

Notícias

Partido Liberal

Presidente Jair Bolsonaro recebe medalhistas das Surdolimpíadas

Brasília – O Presidente da República, Jair Bolsonaro (PL), a primeira-dama, Michelle Bolsonaro (PL), e o ministro da Cidadania, Ronaldo Bento, receberam na última segunda-feira, 30, atletas brasileiros que conquistaram medalhas nas Surdolimpíadas. O evento, realizado em Caxias do Sul (RS) entre os dias 1 e 15 de maio, reuniu mais de cinco mil atletas, de 77 países, e o Brasil registrou o maior número de conquistas de sua história. Foram seis medalhas, todas de bronze.

Essa foi a sétima participação do Brasil no evento destinado a atletas surdos. As duas medalhas no judô (com Rômulo Crispim e Alexandre Fernandes), as duas na natação (ambas com Guilherme Maia), e as conquistas no futebol e no handebol feminino fizeram com que o país superasse em termos quantitativos a campanha de Samsun, na Turquia, em 2017. Naquele ano, foram cinco medalhas, sendo um ouro de Guilherme Maia (200m livre) e quatro bronzes.

Na atual gestão, o Governo Federal, por meio do Ministério da Cidadania, criou a Secretaria Nacional do Paradesporto e investiu mais de R$ 1,2 milhão via Secretaria Especial do Esporte na realização das Surdolimpíadas Nacionais de 2021, em São José dos Campos, que serviram de seletiva para o evento em Caxias. “A gente começa a dar esperança para uma nova comunidade, como fazemos com todos, olímpicos e paralímpicos. É importante cada vez mais entrelaçar e unir essa gama esportiva do país”, destacou o secretário especial do Esporte, Marcelo Magalhães.

Em outra frente de parceria, o Governo Federal atuou nas Surdolimpíadas com o Jogo Limpo. A Autoridade Brasileira de Controle de Dopagem (ABCD) indicou oficiais de controle de dopagem capacitados para trabalhar no megaevento. Além disso, disponibilizou 250 kits para testes antidoping e forneceu insumos para a realização das coletas de amostra.

O evento

Na 24ª edição das Surdolimpíadas de Verão (Summer Deaflympics), houve disputas em 20 modalidades. O Brasil terminou a competição como 44° no quadro geral de medalhas. Foi a maior delegação da história do país, com 237 integrantes, sendo 199 atletas (110 homens e 89 mulheres) e representação em 17 modalidades no masculino e 14 no feminino.

Agora, o Brasil soma 16 medalhas conquistadas na história, com um ouro, uma prata e 14 bronzes. Foi a primeira vez que um país latino-americano recebeu o evento.

Maior nome do país em Surdolimpíadas, com sete medalhas, sendo um ouro, uma prata e cinco bronzes, Guilherme Maia relembrou a emoção de, desta vez, subir ao pódio em solo brasileiro. “É totalmente diferente. Foram as melhores medalhas da minha vida, não dá para comparar”, contou o nadador. “Eu sentia a vibração da torcida, meu coração foi a mil. Eu senti a visibilidade dos surdos no meu país. Foi a melhor edição da minha vida”, resumiu o dono recorde mundial dos 200m livre.

Também estiveram presentes no encontro o presidente do Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB), Mizael Conrado, o ex-presidente da CBDS, Mário Júlio de Mattos Pimentel, acompanhado pela esposa Marta Casalecchi, e os atletas Alexandre Fernandes, Rômulo Crispim (judô), Fernanda Caporal (handebol) e Vanderleia (futebol).

Apoio

No encontro em Brasília, a CBDS aproveitou para solicitar parceria ao Ministério da Cidadania para dois eventos. Em novembro de 2023, as Arenas Cariocas 1 e 2, no Parque Olímpico da Barra, vão receber o 5º Campeonato Mundial de Futsal. Já em janeiro de 2024, a entidade pretende realizar a primeira edição dos Jogos Mundiais de Jovens Surdos no Brasil.

Fonte: Planalto

Faça uma Doação

Notícias do Presidente

Acompanhe aqui as últimas notícias do Presidente Jair Bolsonaro:

Leia mais

Presidente Bolsonaro em Cerimônia no Rio de Janeiro

Presidente Jair Bolsonaro participa da Marcha para Jesus no RJ

Presidente da República, Jair Bolsonaro (PL)

Bolsonaro inicia campanha em Juiz de Fora (MG)

Presidente Jair Bolsonaro (PL)

Jair Bolsonaro assina decreto que autoriza atuação das Forças Armadas nas eleições